04 nov

Detox capilar: conheça a técnica de purificação dos fios

Muito se ouve sobre detox corporal e a promessa de eliminar as toxinas presentes no organismo. Mas e nos cabelos? Como funciona esta técnica? Para esclarecer esta dúvida, o especialista e técnico em produtos Wagner Oliveira explica sobre esta prática que promove a limpeza profunda dos fios.

O cabelo intoxicado (saturado) não absorve os nutrientes necessários e responsáveis pelo crescimento, resistência e brilho, e, como resultado observam-se fios com oleosidade excessiva, opacos e ressecados.

Geralmente, isto ocorre após o uso de coloração que contenha muitos metais em sua composição como o chumbo, ou excesso de finalizadores, poluição, cloro, água do mar, má higienização do couro cabeludo, progressivas, outros alisamentos e até mesmo situações de stress.

 

Segundo o especialista, o problema pode ser ainda maior caso esta intoxicação ocorra no couro cabeludo: “Neste caso, cria-se uma camada de sujeira que obstrui os folículos capilares, o que dificulta a limpeza da raiz e a oxigenação dos fios, ocorrendo a queda e a dificuldade de crescimento,” conta.

Para evitar a intoxicação dos cabelos é essencial estar com o couro cabeludo e o comprimento dos fios sempre bem higienizados. Utilizar a cada 10 dias o shampoo de limpeza profunda para eliminar as substâncias mais pesadas acumuladas sobre os fios.

 

“Produtos à base de vitamina E , licopeno e romã têm ação antioxidante e evita o desbotamento da coloração e o envelhecimento dos fios. Não usar finalizadores e condicionadores em excesso e nunca aplicá-los na raiz, também ajuda a manter os fios purificados,” orienta Wagner.

 

O processo de desintoxicação capilar pode levar vários dias e elimina as impurezas mais pesadas e que não saem em lavagens comuns. Traz benefícios como: oxigenação dos fios, controle da caspa, queda e oleosidade, além de auxiliar na microcirculação o que estimula o crescimento.

 

O procedimento pode ser realizado em casa com shampoo de limpeza profunda, shampoos e máscara antioxidante, além do uso diário de shampoo sem sulfato, porém, dependendo do grau de intoxicação capilar, esta técnica deve ser realizada no salão e inclui práticas de limpeza mais profunda como: peeling, xampu esfoliante e tônico capilar.